Consórcio Imobiliário
Étic Imóveis

É um desejo comum entre muitos brasileiros possuir casa ou apartamento próprio, se livrando de uma vez por todas do aluguel. A realização desse sonho, entretanto, acaba não sendo uma opção para a maior parte dessas pessoas, já que o valor investido é geralmente bem alto. Uma alternativa que ficou bastante em evidência durante a crise econômica dos últimos anos foi o consórcio imobiliário, um caminho capaz de apresentar muitas vantagens para quem busca o conforto e a praticidade de ter um lar para chamar de seu.

O que é um consórcio imobiliário?

Consórcio de Imoveis

Esta é uma modalidade de compra onde um grupo de pessoas com o objetivo em comum de comprar um imóvel se reúnem e passam a pagar mensalmente um valor pré-estabelecido. Esse montante cria uma espécie de poupança coletiva e é o que permite a compra de um imóvel por mês, onde em uma assembleia um contemplado é sorteado para ter acesso à carta de crédito. É possível fazer o adiantamento das parcelas, ou seja, dar um lance para que aumentem as chances de ser contemplado. Esse esquema garante que, mais cedo ou mais tarde, todos os participantes tenham acesso ao valor necessário para realizar a compra de seu imóvel.

Todo esse processo é organizado por uma instituição administradora, que fica responsável pela parte operacional, bem como realizar as assembleias e garantir o devido cumprimento das regras e do contrato por parte de todos os participantes.

Quais são as vantagens?

A verdade é que os benefícios são muitos, ainda mais se comparados com outras formas de se adquirir um imóvel. Com o consórcio imobiliário, é possível fazer um investimento com economia e segurança, seguindo um planejamento financeiro simples.

Nessa modalidade de compra, um dos principais empecilhos dos compradores em outras situações já é eliminado logo de cara: não existe valor de entrada pré-estabelecido. Isso significa que não é necessário economizar ou juntar uma determinada quantia em dinheiro para pagar como valor inicial.

É possível, também, utilizar o FGTS para realizar oferta de lances ou aumento do saldo das parcelas, ou até como complemento da carta de crédito, em situações onde o imóvel desejado para a compra tem valor mais alto do que o valor da carta. Para tal, basta se atentar aos requisitos da Caixa Econômica Federal e acompanhar o suporte fornecido pela administradora do consórcio.

Uma das características principais no que diz respeito à consórcios é a não cobrança de juros, e isso se dá pelo fato de que o valor arrecadado das parcelas pagas pelos associados é usado para uma compra à vista. Os associados acabam arcando com algumas taxas da administradora do consórcio. São elas: taxa de administração (a remuneração pela gestão do negócio), seguro e fundo de reserva (valor arrecadado para garantir o bom funcionamento da empreitada em caso de inadimplências. Esse valor é restituído aos membros caso precise ser utilizado).

O nível de burocracia também é um atrativo que se destaca muito, afinal, ele é muito baixo. A adesão a um consórcio imobiliário é simples e com requisitos menos rígidos que a maioria das outras opções de compra. Existem casos onde é possível aderir a um plano de consórcio mesmo com limite de crédito, por exemplo.

Consórcio de Imovel

 

Contemplação da carta de crédito

Organizados pela administradora, os sorteios realizados nas assembléias se baseiam na loteria federal, e tem a quantidade de cotas sorteadas definidas por ela, assim como pela quantidade de membros do grupo do consórcio.

Com o passar dos meses e com a realização das assembléias e sorteios, as chances de contemplação aumentam para todos os membros, já que o número de contemplados passa a se afunilar com a saída dos primeiros sortudos.

O que é a carta de crédito?

Após ser sorteado, a empresa administradora do consórcio libera a tão sonhada carta de crédito, que nada mais é do que uma ferramenta que substitui o pagamento à vista, com a carta de crédito, você tem todos os direitos que uma pessoa com o valor em mãos teria. Com ela, pode-se finalmente negociar uma ótima proposta para comprar aquela casa ou apartamento que tanto se deseja!

As Assembléias

As assembléias são basicamente as reuniões organizadas pela empresa administradora do consórcio para definir a execução dos sorteios de contemplação e a oferta de lances por parte dos consorciados, que nada mais é do que a parte mais aguardada para todo e qualquer participante de um consórcio.

Em alguns casos, a administradora também pode usar a assembleia como alternativa para repassar algumas diretrizes e definições de procedimentos necessários para o bom andamento do grupo de consorciados.

De acordo com a regulamentação do Banco Central, órgão que fiscaliza o funcionamento dos consórcios, as assembleias são obrigatórias. Nelas, os consorciados têm direito a voto e as decisões são acatadas de maneira democrática, vencendo sempre a maioria.

A formação oficial do grupo do consórcio só acontece na realização da primeira assembleia — que recebe o nome de assembleia de constituição. É de extrema importância, assim, que os consorciados saibam quando será realizada essa primeira assembleia para participarem.

Na assembleia de constituição, a administradora faz a organização do grupo de consorciados, distribui as cotas numeradas e também define entre os integrantes quem serão os fiscais — que podem ser até 3. Ficará a cargo desses fiscais, representar o grupo junto à empresa administradora e acompanhar as formalidades e decisões da gestão como um todo.

As assembleias posteriores podem ser tanto assembleias gerais ordinárias quanto assembleias gerais extraordinárias.

Saiba de forma detalhada as particularidades de cada uma a partir de agora!

Assembleias gerais ordinárias

As assembleias gerais ordinárias são basicamente aquelas fomentadas de acordo com a periodicidade prevista em contrato. De maneira geral, os assuntos pautados nessas assembleias são formados pela prestação de contas por parte da empresa administradora, pela oferta de lances para aumentar as chances de ser contemplado e pelo sorteio dos contemplados.

Durante a prestação de contas, são mostrados os demonstrativos financeiros do grupo de consorciados, quantas contemplações já foram realizadas e quantas ainda serão feitas, além de qualquer outra informação que seja pertinente aos consorciados. Após todas as prestações de contas, em seguida acontecem os sorteios e as tão esperadas contemplações.

Assembleias gerais extraordinárias

Como o próprio nome já deixa explícito, as assembleias de caráter extraordinário não têm uma periodicidade pré definida, sendo realizadas quando os consorciados precisam debater sobre determinados assuntos não abordados durante as assembleias ordinárias.

A ideia de convocá-las pode partir da administradora ou de pelo menos uma parcela dos consorciados, somando no mínimo 30% do total do grupo. De qualquer maneira, a comunicação sobre a realização da assembleia extraordinária deve acontecer com até oito dias úteis de antecedência, para que todos os interessados possam se organizar para comparecer.

Um exemplo comum de necessidade de realização de assembleias extraordinárias é quando o bem de referência para o crédito do consórcio tem sua produção descontinuada. Nesse cenário, os consorciados precisam se reunir para aprovar uma substituição.

O que é necessário para investir em um consórcio imobiliário?

Por ser minimamente burocrático, o processo de se tornar um consorciado como pessoa jurídica é bem simples. Para dar entrada, são necessários apenas os documentos pessoais, tais como RG, CPF e comprovante de residência. Quando contemplado e com as mensalidades em dia, alguns outros documentos são necessários para a retirada da carta de crédito. Confira abaixo quais são eles:

Comprovante de renda. (Usualmente as administradores pedem os últimos três contracheques);

Cópias dos principais documentos. (RG, CPF e comprovante de endereço atual e dos últimos três meses);

Cópia de certidão de casamento ou união estável, se esse for o caso. (Se a pessoa que deseja realizar o consórcio for casada, é necessário que o cônjuge também apresente os seus documentos, como imposto de renda, RG, CPF, e os demais acima citados).

Essa lista de documentos é um padrão do que é pedido pela grande maioria das empresas administradoras de consórcios, mas é preciso ter em mente que ela pode variar.

Se você deseja participar de um consórcio imobiliário com a sua empresa, para se livrar da despesa fixa do aluguel do seu negócio, os documentos geralmente exigidos são esses:

● Certidão de Regularização (CRF) do FGTS;

● CNPJ – Comprovante da atual situação do cadastro da empresa;

● Certidão referente aos débitos e tributos federais da empresa;

● Certidão de débito negativas no que diz respeito às contribuições à previdência;

● Certidão da Justiça Federal de ações fiscais, civis e criminais da empresa.

De qualquer maneira, os processos costumam ser simples e ocorrer de forma tranquila, sem maiores complicações para os consorciados.

Conheça a Associação que rege os consórcios.

Afinal, por que investir em um consórcio imobiliário?

 

Consórcio de imoveis

 

Em tempos de alta dos preços em praticamente todos os setores, com inflação e taxas de juros elevadas, investir em consórcio acaba se tornando uma excelente estratégia. Com a carta de crédito em mãos, o contemplado pode comprar seu imóvel e a partir daí as possibilidades são muitas.

É possível mudar-se imediatamente para o local, ou até mesmo alugá-lo e utilizar a renda mensal dos aluguéis para pagar as mensalidades do consórcio, sistema no qual o imóvel acaba se autofinanciando!

Outra opção é investir no consórcio para vendê-lo assim que as chaves lhe são entregues. Imóveis novos, por exemplo, possuem um bom potencial de valorização, por isso podem ser bons negócios. O importante, aqui, é se atentar ao escolher uma construtora. Ela deve possuir bom nome no mercado, afinal, atraso nas obras, entregas que diferem da proposta prometida inicialmente e problemas burocráticos – na documentação, por exemplo – podem desvalorizar rapidamente o imóvel.

Além dessas possibilidades e vantagens, é importante ressaltar que, dependendo de quando você for contemplado, um consórcio imobiliário muito se assemelha à uma compra à vista, com todos os seus benefícios e praticidades.

O consórcio também se mostra uma boa opção para aqueles que não possuem uma reserva alta o suficiente para aplicar em um financiamento imobiliário, por exemplo. É possível, em situações financeiras como esta, aderir a um grupo de consórcio de valor baixo, onde as mensalidades não representem um rombo no orçamento dos compradores e os lances dados pelos participantes não são altos.

 

Quer dicas de como se organizar para obter o seu Consórcio? Veja 9 dicas para você organizar sua vida Financeira

 

Consorcio

Muitos economistas e especialistas da área financeira afirmam que o consórcio é uma modalidade de compra ótima para aqueles que encontram problemas em poupar, não conseguindo adquirir a disciplina de reservar um dinheiro para tal fim. No consórcio imobiliário, a obrigatoriedade do pagamento das parcelas acaba por criar essa tal disciplina, já que é necessário estar com as mensalidades em dia para ser contemplado nas assembléias.

Podemos entender assim que, mesmo com a situação econômica desafiadora em que se encontra o país, é possível investir com segurança e fazer um bom negócio em meio a crise. O consórcio imobiliário reúne vantagens que o fazem ser a maneira mais econômica de adquirir um imóvel com planos sem taxa de adesão e fundo de reserva.

Essa é uma porta aberta para quem quer realizar o sonho da casa própria ou até mesmo começar a investir no setor imobiliário, já que o consórcio pode fornecer um patrimônio até mesmo àqueles que não dispõe de tanto dinheiro.

A única ressalva é que os consorciados devem escolher muito bem a empresa administradora, pois assim como qualquer outro negócio, dos mais simples aos com investimento mais caro, é preciso escolher bem em quem confiar para evitar maiores dores de cabeça. O recomendado é escolher uma operadora de consórcio com nome forte no mercado, reconhecida e com boas recomendações. Uma empresa com que cumpra esses pré-requisitos saberá conduzir o investimento e os desejos dos consorciados da melhor forma, garantindo que todos alcancem seu principal objetivo, que é adquirir um imóvel.

 

Faça AGORA o seu Consórcio conosco!

Étic Imóveis

Este artigo foi produzido pela Étic Imóveis. Gostou? Compartilhe suas sugestões e dicas, nossos consultores vão adorar conversar com você. Deixe seu comentário abaixo!